Estamos nas Redes

NACIONAL

Alerta: Saiba como evitar golpes de cartão por aproximação

Publicado

em

Amazonas – Com o surgimento dos bancos digitais, novas formas de fazer pagamentos também surgiram para facilitar a vida do cidadão. Uma delas é o pagamento com cartão por aproximação, mas o que seria uma maneira de ajudar os comerciantes e consumidores, acabou atraindo golpistas.  Especialistas explicam como esse golpe acontece, e como as pessoas podem se prevenir.

Durante a pandemia de Covid-19, onde menos contato com aparelhos de uso comum foram adotados para evitar o contágio da doença, os pagamentos utilizando a tecnologia de Near Field Communication (NFC), feitos por aproximação e disponibilizados pelos bancos, aumentaram.

O delegado Reinaldo Figueira, titular da Delegacia Especializada em Repressão à Crimes Cibernéticos (Dercc), informa que o golpe consiste em aproximar uma máquina de pagamento em um cartão de crédito e débito que esteja posicionado nos bolsos ou bolsas das pessoas e, assim, realizar a cobrança indevida.

“Os golpistas geralmente se utilizam de compras feitas por aplicativos, afirmando o pagamento não está dando certo, mas quando a vítima percebe, já caiu na fraude. Eles também agem quando existe um grande fluxo de pessoas, dessa forma a vítima não consegue perceber que está sofrendo um golpe”, explicou o delegado.

Para realizar transações por aproximação, é preciso ter uma distância de apenas quatro centímetros entre o cartão e a maquininha, e o limite para pagamentos dessa forma, geralmente, é de R$ 200, acima do limite é necessária a utilização da senha.

“Essa modalidade já vem habilitada automaticamente em quase todos os cartões, e quem quiser desabilitá-la, precisa entrar em contato com a instituição solicitando o cancelamento. Essa é uma forma de prevenção para evitar esse tipo de fraude cada vez mais comum”, enfatizou a autoridade policial.

Vantagens – Se as pessoas mantêm os cuidados e a atenção, essa forma de pagamento traz muitas vantagens. “Quando você utiliza a aproximação, não deixa mais as pessoas terem acesso aos dados do seu cartão, evitando assim a clonagem dele”, esclareceu Figueira.

Orientação – Para evitar o golpe, é importante manter o cartão em locais seguros, evitar colocar em bolsos de calças, em bolsas que fique visível ou fácil de aproximar, além de sempre checar todas as transações que foram realizadas.

Registro de Ocorrência – Caso tenha sido vítima do golpe, a pessoa deve registrar um Boletim de Ocorrência (BO) por meio da Delegacia Virtual (Devir), no endereço eletrônico: www.delegaciainterativa.am.gov.br, e anexar as provas (prints, boletos falsos e outros documentos) necessários para que as investigações sejam iniciadas.

Fonte: c17

Continue Lendo
Publicidade